Skip Global Navigation to Main Content
Skip Breadcrumb Navigation

vistos de não-imigrante

Tipos de Visto

A Secção Consular processa mais de vinte tipos de visto de não-imigrante, cada um deles correspondendo à finalidade individual de viagem. Antes de viajar para os Estados Unidos é importante obter o tipo de visto apropriado.

>> Visto de Negócios (B1) e Turismo (B2)

Um visto de negócios (B-1) ou de turismo (B-2) destina-se a indivíduos que visitam os Estados Unidos em negócios ou passeio. Na maior parte dos casos, os cidadãos portugueses que queiram viajar para os Estados Unidos em negócios ou turismo e permaneçam por menos de noventa dias já não precisam de visto B1 ou B2, ao abrigo do Programa de Isenção de Vistos.

Os titulares de passaportes de países que não participam no Programa de Isenção de Vistos ou aqueles que tencionem permanecer mais do que noventa dias devem requerer um visto na Secção Consular. Um indivíduo que tenha um visto B1/B2 de entradas múltiplas num passaporte expirado pode continuar a fazer uso desse visto desde que possua um passaporte válido da mesma nacionalidade que o expirado. Recomenda-se a quem viaja que leve o passaporte velho e o novo. Os titulares de visto B-1 e B-2 não podem aceitar trabalho remunerado nos Estados Unidos. A Secção Consular recomenda a quem pensa viajar que não adquira as passagens antes de receber o visto.

>> Visto de Trabalho Temporário

Qualquer pessoa que pretenda trabalhar nos Estados Unidos, mesmo que por um curto período de tempo, deve obter um visto de trabalho. TODOS os vistos de trabalho temporário se destinam a posições específicas nos Estados Unidos e exigem contrato de trabalho prévio. Os titulares de visto de trabalho temporário estão impedidos de mudar de entidade patronal ou posição laboral sem a aprovação do Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos.

Os indivíduos que requerem um visto de trabalho temporário terão de arranjar uma entidade patronal nos Estados Unidos que precise dos seus serviços e que esteja disposto a apresentar uma petição a seu favor junto do DHS. Regra geral, as petições para vistos de trabalho temporário são aprovadas no caso de profissionais com especialidades altamente qualificadas e de oferta insuficiente para suprir a procura dos Estados Unidos. A emissão de visto de trabalho temporário só poderá ocorrer após a aprovação da petição pelo DHS. Os empregadores interessados devem entrar em contacto com o DHS nos Estados Unidos para se informarem sobre o modo de requerer a aprovação de uma petição.

Os titulares de vistos de intercâmbio podem ocupar algumas posições de trabalho temporário. Estes vistos são patrocinados por entidades americanas, tais como universidades, hospitais e campos de férias.

Os requerentes de visto de trabalho temporário têm de apresentar um original da aprovação, o impresso, I-797.

>> Vistos de Estudante (F1 or M1)

Os indivíduos que pretendam frequentar uma universidade ou outra instituição académica americana deverão requerer o visto de estudante apropriado. Este requisito é válido para jovens que queiram estudar em escolas primárias ou secundárias, bem como universidades e escolas profissionais, incluindo escolas de treino de pilotos.

Para requerer um visto de estudante é necessário que a escola dos Estados Unidos primeiro confirme a admissão do futuro estudante. A escola deve então enviar ao estudante o formulário I-20 chamado "Certificate of Eligibility" , “Certificado de Elegibilidade” devidamente preenchido. Este formulário especifica a natureza e duração do curso que o estudante vai tirar. Estar na posse do I-20 não é garantia de emissão de visto. A instituição educativa patrocinadora deve igualmente fazer o registo electrónico do estudante no sistema SEVIS. Durante a entrevista o oficial consular verifica a inscrição do estudante no sistema SEVIS. Para além disso, cabe ao estudante fazer prova da capacidade financeira para custear as despesas do estudo nos Estados Unidos.

Além da apresentação do I-20, os estudantes que pretendam frequentar escolas públicas nos Estados Unidos devem ter o recibo da escola comprovando que pagaram as propinas escolares na totalidade. A legislação actual permite que os estudantes frequentem apenas um ano da escola secundária pública.

>> Vistos de Intercâmbio (J1)

Estudantes e alguns profissionais de trabalho temporário podem também qualificar-se para um visto de intercâmbio. O programa de vistos de intercâmbio promove a troca de pessoas, conhecimentos e competências nos campos da educação, artes e ciências. Nestes participantes contam-se estudantes, formandos, professores, investigadores, au pairs e visitantes internacionais.

Para se candidatar ao visto, o possível visitante de intercâmbio tem de solicitar primeiro o formulário DS-2019 ao respectivo patrocinador para o apresentar juntamente com a página de confirmação do formulário de requerimento electrónico. A nova regulamentação exige que a instituição patrocinadora inscreva o visitante de intercâmbio no sistema SEVIS. Cabe ao oficial consular verificar o registo no sistema SEVIS no decurso da entrevista.